quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

McFLY? All the time.


       Setembro de 2007, uma pequena matéria na Revista Atrevida, e eu me interessei logo de cara, mas como não tinha PC não deu pra ir atrás de ouvir música. Então, no outro dia, o que mais me surpreendeu foi que uma menina levou o CD MITO pro colégio, e a primeira música que eu ouvi do McFLY foi "walk in the sun". Pra ser sincera, nem imaginava que a música era deles, mas fiquei tão apaixonada que fui até a menina e perguntei de que banda era aquilo, e ela falou: mcfly. Não pensei duas vezes pra pedir o cd dela emprestado e daí o vício começou. 
      Ouvia mcfly todos os dias, sempre, estudando, comendo, lendo, tudo, eles faziam parte da minha vida mais que tudo. Ou melhor, fazem. Ninguém via parede nenhuma no meu quarto porque só tinha posters deles, meus cadernos eram cheios de imagens recortadas de revistas, eu escrevia partes de músicas na parede e no espelho. Minha mãe me chamava de neurótica e coisa e tal. Então 2008 surgiu a noticia de que em Outubro eles estariam aqui no Brasil pela primeira. Entrei em combustão. Não sabia o que fazer, eles não iam vir pro Nordeste, fizeram shows no Rio, Curitiba, São Paulo e nada por aqui. Como sempre. Então eu desabei em choro. Pensei que aquele era o momento que eu ia saber bem como é a sensação de estar em depressão. 
      Mas isso não aconteceu, aquela era a primeira vez de muitas outras vindas, e ouvindo as músicas deles eu me animei de novo. Aí, em 2009 eles lançaram o R:A, um dos melhores cd's da carreira deles, ok, que eu ainda acho que o MITO é O cd, mas tudo bem, o R:A é foda do mesmo jeito, e divulgaram mais uma agenda de shows aqui no Brasil, agora incluindo duas cidades no Nordeste. Fortaleza e Recife. Lembro como se fosse ontem, dia 1º de Abril meu irmão me ligando dizendo que papai tinha deixado eu ir pro show, nossa, eu pirei nisso. Corri pra casa pra saber se era verdade, e era. Fiquei um pouco grilada com o fato de ser o dia da mentira, mas eu sabia que eu ia pro show deles em Recife, e realmente fui.
      Dia 24 de Maio de 2009 foi e é até hoje o melhor dia da minha vida. O dia em que eu vi o Dougie pela primeira tocando guitarra em Tranny, nossa foi lindo demais quando ele entregou o baixo pro Tom e pediu pra ele ter cuidado com ele. Ver o Danny fazendo palhaçada, AQUELAS palhaçadas mais que perfeitas que me faziam chorar de rir quando eu via os videos, o Tom dando a louca lá pulando feito uma gazela no palco, e o quando o Harry levantou e jogou a baqueta no publico? Nossa, nem acredito que eu peguei nela. Só peguei nela, porque ela passou por minha mão, caiu no chão e uma gorda pegou. Mas não me arrependo muito disso. 
     O que importa é que foi real, eu estive alí, pertinho deles, respirando o mesmo ar, Dougie virou pra gente e fez dança da bundinha, Tom disse pro Neil lindo e calmamente : oh, fuck you! Caramba, isso tudo por causa de um All Star que uma garota tinha jogado nele, haha. As minhas lembranças desse show, e não só do show, mas de tudo o que o mcfly já me ensinou e já me fez passar são o que vão ficar comigo pra sempre, porque eu aprendi muita coisa com eles, coisas boas, eles foram, são e sempre serão a fonte de toda minha felicidade, porque me proporcionaram momentos únicos de choro e de sorrisos, me fizeram encontrar amigos maravilhosos que por mais que eu nunca tenha os visto antes, são considerados as melhores pessoas do mundo, pois me compreendem e são verdadeiros. McFLY me deu conselhos extremamente importantes para minha vida, e me deram forças pra continuar. 
    Não consigo continuar chorando quando escuto Smile, não consigo não rir quando vejo Danny's Disco e o clipe de Friday Night! E Transylvania? Que clipe é aquele? Até minha mãe rio que chorou quando assistiu. Choro sempre que vejo Falling in love, e escuto POV. Ah, e Not Alone também me emociona muito. Mas não vou ficar aqui listando as músicas, quero apenas agradecer a Tom Fletcher, Danny Jones, Dougie Poynter, e Harry Tiger Judd, por tudo que eles tem feito por eles mesmo e por nós fãs, obrigada por tudo, por cada letra de música, por cada video idiota, por suas risadas de cavalo Jones, são as melhores, acredite. Obrigada, mesmo, sei que não sou só eu que agradeço por serem quem vocês são, porque existe toda uma legião de fãs enlouquecidas por vocês ao redor desse mundo cruel, e que amam vocês mais que tudo assim como eu. Não sei mais o que dizer, fico tão nervosa quando começo a falar do mcfly que começo a falar besteiras e coisas sem sentido, mas o que importa é a intenção. McFLY Evolution. McFLY all the time, all the time the guys who turned my life around, I can't stop digging the way you make me feel, 'cuz you make my life worthwhile. 

Gallaxy defenders stay forever. 

video




quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

About past. About happines.

    Confesso, eu realmente não acreditava que o ano ia terminar assim tão rápido. Parece que foi ontem que meu pai abriu o champagne, todos nós gritamos e nos abraçamos em comemoração ao ano que estava começando, e minutos depois, após misturar energético, cerveja e champagne, estávamos eu a a Laíssa bêbadas jogando Guitar Hero em preto e branco. Fato este que marcou nossas vidas. 28 dias depois, lá estava eu subindo as escadas do colégio, primeiro dia de aula. Pessoas novas, novos amores, novas amizades. 6 meses de aula com pessoas incríveis, que marcaram muito esse meu ano. Logo depois estávamos de férias. Eu não conseguia tirar da cabeça o quão rápido o ano estava passando e quando as aulas voltassem logo-logo aquilo tudo ia acabar de uma vez.
    Mas havia outra coisa nesse meio de ano que conseguia me preocupar ainda mais : a Copa. Eu amo futebol. Gosto mesmo. Não importa como ou para quem eu escondi esse meu amor. Continuo não me importando nem um pouco com os resultados do Flamengo, isso não faz diferença na minha vida, o que mais importa são os jogos de fora. Tipo, Real Madrid. Amo de paixão o Özil, mesmo ele tendo aquele olhar de sapo neurótico, o negócio é que eu o admiro muito porque ele é muito jovem e joga pra caramba! Nossa! Acho o Híguain um gato, lindo, tesão, bonito e gostosão, Q, e continuo achando que o Cristiano Ronaldo precisa de um tratamento intensivo para toda aquela sensibilidade morbida dele, hm. O cara parece até uma borboleta, você toca ele cai. Mas fazer o que se o cara joga muito, né? Enfim. Recapitulando o assunto copa, só pra dizer que a minha maior decepção do ano foi ver o Brasil perdendo pra Holanda, que eu chorei deitada no chão em frente a TV e que o Júlio César continua meu héroi.
   Então o segundo semestre de aulas começou. Minha meta era aproveitar bastante porque eu sabia que não tinha muito tempo para aquilo, então eu fíz o máximo e o melhor que pude. Fiz mais amizades, abracei mais, ri mais. Por falar em rir, queria agradecer a Laíssa Holanda, Ana Beatriz, Sara Rodrigues, Khelvyn Martins e Manoel Segundo por serem essas pessoas tão maravilhosas que estiveram comigo assistindo aulas chatas e sendo, principalmente, amigos. Ainda falando em rir, mas não exatamente em amizade, agradeço também a Samuel, Helker, Pedro Henrique, Rafael e companhia por serem as pessoas que são, sempre muito engraçados, hilários mesmo, e simpáticos também, fazendo toda a turma rir com palhaçadas incomparáveis. Mesmo sabendo que a chance de vocês lerem isso aqui é de 0%, obrigada mesmo, muitas vezes foram vocês que me fizeram dá o primeiro sorriso do dia enquanto eu acreditava que só conseguiria chorar. Em outra turma estavam Paula Falcão, Yago Crispim, Ianny Raia, Lucas Silveira, Marina Franco, Rossiniê Miranda, etc, que também estiveram me acompanhando durante o ano e que eu também amo demais.
   Tem também as pessoas que nunca tive a chance de conhecer, mas que são os amores da minha vida e também fazem parte de tudo isso, sendo essas Joyce Caroline, Isabela Veiga, Amanda Nascimento, Fernanda F., Rafael Souza, Adriana Putini, David Novak, Pablo, Laís Arruda @welovedoug, e Gabi @umbigodotom. Vocês são o máximo, estou apaixonada.
   Foram muitas conversas estranhas, estúpidas e sem sentido. Obrigada por estarem sempre presente, amo cada um de vocês enormente. E espero que em 2011 as coisas só melhores para cada um de nós, e que nossa amizade fortaleça sempre mais.
  
                            Que seja eterno enquanto dure e que dure para sempre ♪

sábado, 25 de dezembro de 2010

Xmas Box

  É, 2010 acabou, é o fim de mais uma década, em poucos dias estaremos recomeçando tudo isso de novo. Tivemos muitas conquistas e também muitas derrotas. Ganhamos e perdemos, mas, o mais importante é que ainda estamos vivos.
  Podemos viver momentos de que vão ficar para sempre nas nossas memórias, momentos que nos fizeram rir, chorar, gritar. Derramamos lágrimas por uma conquista tão difícil, por se sair mal em uma prova, por se decepcionar com uma pessoa, por ter um amor não correspondido (ou talvez isso não seja tão verdade, quem sabe ele/ela também te ama? Coisas assim acontecem). Sorrimos após aquelas lágrimas da conquista difícil, após receber aquele típico conselho estúpido da/do melhor amiga(o) , após uma troca de olhares.
  Brigamos muito, mas também conhecemos pessoas incríveis, vivemos momentos de tensão, e nos apaixonamos várias vezes. Mas o que importa é, realmente soubemos aproveitar o ano? Esse é o tipo de pergunta fácil que você não consegue achar a resposta. Do meu ponto de vista, eu soube aproveitar bem, sim. Talvez tenha sido mais covarde do que o aceitável em certas coisas, e também muito corajosa em outras. Fíz novas amizades com pessoas que eu descobri que amo. E só agora no final do ano, meu coração inventa de se apaixonar por um garoto que eu nunca tinha me importado em dar atenção, e eu não consigo parar de pensar nele. Fíz muitas coisas loucas tanto só quanto com minhas amizades, talvez eu me orgulhe. Mas também fíz coisas das quais eu não me orgulho nem um pouco como não ter estudado logo no inicio do ano e agora estou preocupada com meu resultado, mas com fé em Deus, vai dá tudo certo.
  Mas enfim, 2010 foi realmente um ano muito importante pra mim, que me marcou de verdade, um ano que vai deixar saudades e marcas, agradeço a Deus por tudo, pela minha vida, pela minha saúde, pelas oportunidades que tive, por tudo mesmo. E que venha 2011 com muitas festas, sorrisos, abraços, beijos, realizações. Que seja muito melhor do que 2010 foi, e que todos nós saibamos aproveitar cada minuto dele da melhor forma, com muita paz, saúde, dinheiro... Enfim, que todos tenhamos um ano novo cheio de prosperidade. Amém!
  Ah, e também não posso esquecer de dedicar esse ano super especial as minhas amigas lindas Laíssa Holanda, Paula Falcão, Aline Arruda, Sara Rodrigues, e etc que me aperrearam muito durante todo ano, mas que sempre estiveram ali pra me fazer rir quando eu quis chorar e pra me ajudar quando muito precisei. Entendam que a ordem de nomes não importa.  Também agradeço muito a Joyce Caroline, Isabela Veiga, Amanda Nascimento, Drika Putini, Fernanda Fletcher q , Ana Carolina,& Rafael Souza que mesmo com a distância SEMPRE foram as melhores pessoas do mundo comigo, e que já é uma amizade que dura anos, sim, só pela internet. Obrigado por tudo, mesmo.

Another year over and we're still together, is not always easy but I'm here forever ♪

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Sussurro - Hush Hush

    De nome original, Hush Hush, Sussurro é uma grande obra escrita por Becca Fitzpatrick, que promete ser um enorme sucesso assim como a saga Crépusculo foi. Não que eu esteja comparando as obras, pois de comum elas não tem nada, a não ser o fato de a história ter a presença de seres que poucos acreditem que realmente existam.
     Nora Grey é uma adolescente de 16 anos que até então leva uma vida normal morando com sua mãe e a empregada em uma casa de fazenda a poucos minutos da cidade. Apesar de nunca ter se interessado muito em manter um relacionamento sério, e dedicar a maior parte do seu tempo aos estudos, Nora conhece Patch, o garoto que vai mudar sua vida. Sua melhor amiga, Vee, de primeira achar que ele é muito atraente, mas com o passar do tempo, começa a desconfiar de que Patch é um cara perigoso. No correr da história, coisas estranhas começam a acontecer com Nora, desde de ser perseguida por alguém encapuzado, até atropelar um ser estranho com mascara de esqui. Ela começa a desconfiar dos seus sentidos quando acha que está tendo alucinações, e pra piorar, Vee está se envolvendo com péssimas pessoas. Nora tenta avisar, mas Vee não lhe dar ouvidos.
    Com o tempo de envolvimento, Nora vai percebendo que Patch não é um garoto normal.
Deveria ela insistir nesse relacionamento? Ou desistir e contar pra sua mãe o que está acontecendo mesmo correndo o risco de perder sua unica ligação com o pai ja morto?
   'Em sua busca por respostas, Nora está prestes a se descobrir num centro de uma batalha ancestral entre seres imortais e anjos caídos. Sim, os anjos estão entre nós. E nem todos estão interessados em atividades celestiais.'

Nome Original : Hush Hush
Autora: Becca Fitzpatrick
264 Páginas, romance/suspense
Tradução: Livia de Almeida
Editora Intríseca

Quando estava perto dele, experimentava uma confusa duplicidade de desejos. Parte de mim queria sair correndo, gritando Fogo!, a outra, mais irresponsável, ficava tentada a ver quanta proximidade eu suportaria sem entrar em... combustão! 
                                                                                            Pg.72

Leia o 1º capitulo!

Espero que gostem, é um livro maravilhoso.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Tudo é possivel.

     As vezes eu fico com muita vontade de escrever, mesmo sem saber o que, sem ter uma idéia formada sobre alguma coisa. Mas mesmo assim eu pego o lápis e começo a escrever. Desse mesmo jeito poderia ser com os lances da vida, tipo quando a gente já não aguenta mais esconder o que ta sentindo. Assim, você avista a pessoa que você ama, você não faz idéia do que falar, mas de todo jeito você arrisca. Talvez não dê em nada, mas talvez mude tudo, dê tudo certo, e aquele sonho que você tanto tinha de poder estar com aquela pessoa tenha se realizado. Mas nem todos somos sortudos, e a dificuldade das coisas é algo que atinge a todos nós. Mas a maioria de nós tem uma grande sabedoria, que é de saber acreditar. Pra quem acredita, nada é impossível. Acho que deve ser por isso que eu não suporto pessoas negativas, daquele tipo que se ver numa situação complicada e começa a dar discursos idiotas de que não vai conseguir, que tudo aquilo é impossível e blablabla. Nada é impossível se você acreditar. Alguns criticam essa teoria de vida, mas eu acreditei em uma coisa, e consegui. Pra alguém como eu, aquilo obviamente não aconteceria, mas eu queria tanto realizar meu sonho, tanto mesmo, que consegui e foi mais perfeito do que eu imaginava.
    Minha inspiração veio e foi embora, então acho melhor parar por aqui.

sábado, 4 de dezembro de 2010

It was a dream.

Estava tudo muito lindo, muito perfeito. Era irreal. Minha felicidade era totalmente perceptível. Todos alí viam o quanto eu estava feliz. Mas porque eu tinha que acordar? A resposta é : porque estava perfeito demais.
Odeio sonhos impossíveis. Que você acorda e instantaneamente fica triste porque sabe que aquilo nunca vai acontecer, mesmo.
Sonhei com uma banda. 30 Seconds To Mars, pra ser mais especifica. Eles estavam na minha cidade, e estavam fazendo show no meu prédio. O Jared ainda tinha o moicano rosa, e usava aquela blusa branca com dois crucificsos(?) que ele aparece no clipe de closer to the edge. Enfim, do nada surgia um camarote em cima da garagem, e começava a juntar muita gente. O show começava, e eu só pulava e gritava. Jared estava lindo e radiante, mas Shannon e Tomo só apareciam depois. De repente o show acaba, e eles vão para o camarim, eu corro lá pra baixo e tento entrar no prédio, onde obviamente eles estariam. Começo a conversar com o roadie, que por incrivel que pareça, ele falava em português, hm. Até aí tudo bem, só que do nada, eu ja estava dentro de um onibus, voltando pra casa, no caso, o prédio, onde o show ocorreu. tinha recebido a noticia de que "hoje" teria outro show, e que seria a despedida deles da cidade. Corri, literalemte, só que quando cheguei estava o lugar mais limpo do mundo. Todos diziam que o show ja tinha acabado a muito tempo, e que eles tinham ido embora, então eu começava a chorar porque não tinha conseguido conhecer o Jared. E então, o sonho acabou.
Eu acordei suada. E triste. Queria que isso realmente fosse possivel, mas o fato de uma banda do porte da 30 Seconds vir pro meu estado ja é algo inpossivel. Não que eu goste de dizer que coisas são impossiveis, porque para as coisas serem impossiveis, é só uma questão de opinião. Mas enfim, 30STM na minha cidade, e no meu prédio. Preferia não ter sonhado com isso. E ainda por cima, o Jay não ta mais com o moicano a um bom tempo, e pintou o cabelo de azul, então...
Mas, de todo jeito, eu sei que pode ter sido um aviso do tipo: não se preocupe, você vai pra um show deles, vai ser muito bom e você, por mais que não conheça os integrantes da banda, vai conhecer o roadie, e vai ficar feliz com isso.
Não quero ficar me iludindo, mas seria mágico ir pra um show deles. Ja realizei meu sonho de ir pro show de McFLY, agora com 30 seconds vai ser mais um desafio e sonho que eu vou conseguir realizar.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Don't be scared, is only love.

  Toda vez que eu vejo teu rosto, o meu esquenta, meu coração acelera, eu fico nervosa.
  Talvez você nem saiba meu nome. Talvez você saiba tudo sobre mim. Talvez você nunca tenha percebido minha presença. Talvez você me deseje ao seu lado. Eu apenas não sei no que acreditar. Em tão pouco tempo você esgotou os meus sonhos, 90% de tudo o que eu penso durante o dia é sobre você. 50% dos meu sorrisos é culpa sua. 50% das minhas lágrimas também. Você tem o dom sobre o meu estado de espírito, do mesmo modo que você consegue fazer do meu dia o mais perfeito, você consegue estragar tudo.
  As vezes eu fico pensando se você realmente merece todo esse amor que eu sinto por você, ou se eu deveria simplesmente dar as costas e te odiar eternamente por um dia você ter olhado no meu olho e ter me iludido tão profundamente. Queria poder roubar toda a coragem do mundo e chegar em você pra te falar que te amo, mas quando você não está com seus amigos, você está com aquela estranha que usa reboco em vez de pó e pixe em vez de lápis. Só quero que você me responda o que é que você acha tão bonito em tanta maquilagem, hm.
  A gente tava tão perto um do outro que até parecia fácil eu virar o rosto e te dar um oi. Mas não, nunca foi fácil e nunca vai ser, o amor é uma coisa difícil. Tantas vezes você já viu, tantas vezes você percebeu o que não devia. Me pegou te encarando, ou melhor, te admirando, e então eu virei o rosto e apenas sorri. É inevitável. Quando eu consigo não virar o rosto, muitas vezes eu me arrependo de continuar te olhando porque é quase impossível desviar do teu olhar. Mas muito mais que isso, eu quero ter o teu sorriso, um sorriso direcionado a mim.
  Eu amo o teu jeito de andar, o modo como você para e fica observando as coisas, o modo como você sorrir. Sua voz é uma bela música para os meus ouvidos. Teu olhar é uma floresta sem volta em que eu desejo me perder com você. É como se não existisse mais ninguém nesse mundo. Perco meu tempo rabiscando textos que eu sei que você não vai ler. Queria que ao menos você me olhasse e entendesse, entendesse que tudo o que eu mais quero é te fazer feliz, te abraçar, mexer no teu cabelo, sentir o teu cheiro.
  Tem minuto que tenho certeza de que eu estou agindo como uma perfeita idiota que insiste em tentar esconder o que você já sabe muito bem. Será mesmo que você já percebeu que os meus sentimentos por você são assim tão fortes?
  O meu irmão já brincou com você, você já o ensinou muitos truques no video game e o deu conselho sobre futebol... será que você lembra que eu já fui na tua casa? Será que você lembra que aquele gordinho branquela, o melhor amigo do seu irmão, é o meu irmão?
  Eu não sei mais o que fazer, a cada dia que passa eu me sinto mais perdida e confusa. Você já semisserrou os olhos e saio quando viu meu amigo me abraçando forte e mordendo meu ombro. Você fez isso alí, na minha frente, você não escondeu nada. Mas você também já beijou a boneca de cera e ficou a abraçando, e enquanto fazia isso você me olhava, aposto que era pra ver minha expressão. Será que deixei claro que eu não estava gostando nem um pouco do que eu estava vendo?
  Eu só quero que um dia você entenda todo esse amor que eu sinto por você, e se a gente quiser arriscar, talvez tudo seja melhor.