quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Abismo

É uma saudades sem limites
Uma vontade de você
Tudo tão incontrolável
Preciso daquele seu olhar
Olhos que me lembram a ressaca do mar
Que te puxam cada vez mais para as profundezas
E você se sente impotente diante disso
Você tenta se libertar
Eu tento e tento de novo
Mas as lembranças não me deixam
E eu lembro do teu sorriso
E eu lembro da tua voz
E eu lembro de você
E eu sorrio. E então eu choro
E então é de você que eu preciso

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Buried Alive

     Parece que tudo conspirava para dar errado, tudo mesmo. A coisa mais difícil pra um filho é ver sua mãe chorando (pelo menos é pra mim) e isso se tornou constante na minha vida, mas sei que nunca vou me acostumar com isso porque é sempre um grande impacto. Mas as coisas começaram a mudar agora, só agora. Tava com saudades de ver um sorriso dela. Acontece que durante o ano todo, com toda aquela angustia dentro de mim, eu ainda conseguia ir para os cantos sorrindo e fingindo que estava tudo bem, e as vezes quando não dava pra disfarçar, usava sempre a mesma desculpa "to com sono", e então eu chegava em casa e nas minhas conversas com Deus eu so reclamava e reclamava e continuava reclamando, cheguei ao ponto extremo de fazer coisas estúpidas comigo mesma, mas então um dia eu decidi agradecer por tudo aquilo que estava acontecendo comigo e com a minha familia, porque no fundo eu sabia que existiria uma recompensa para tudo aquilo, que as coisas iriam melhorar. Eu tinha esperança. Quando eu pensei que ia tudo se resolver, aconteceu uma coisa e aquele turbilhão de emoções voltou a me consumir. Infelizmente, nenhuma delas era boa. Na verdade foram duas coisas, tudo ao mesmo tempo. Uma delas eu deveria achar bom, mas não tava do jeito que deveria ser, tava errado, tava ruim, e a outra horrível. Eu ia pra escola sem nenhuma vontade e quando chegava em casa, apenas ficava trancada no quarto sem querer nada, tentava evitar pensamentos mas eles vinham de todo jeito e então eu chorava, e chorava muito.
     As pessoas que eu queria ali pra me abraçar eras as que não podiam de jeito nenhum: uma porque era ela o motivo de tanta angustia, mágoa, tanta tristeza. A outra porque ela estava com ódio de mim, eu tinha feito uma coisa muito estúpida e naquele momento eu não tinha a amizade da pessoa que eu mais amava. Tava tudo destruído pra mim. Então eu ouvi uma música que mudou tudo: his name - he is we . Eu ja conheço a banda há um tempo e a musica também, mas naquele momento foi diferente. Eu senti ainda mais a mensagem que ela queria passar e eu decidi que daquele momento em diante eu precisava sorrir, recuperar a felicidade que eu costumava ter, colocar uma barreira para que a tristeza não me atingisse mais. E foi então que as coisas começaram a mudar.
    Eu recebi o perdão da minha melhor amiga e da amiga dela (que é minha amiga também), as quais eu magoei tão profundamente. Conversei com a minha amiga pra ela ter limites nas atitudes dela e as coisas melhoraram entre nós também. No dia do meu aniversário (30/11) foi tipo o ápice, eu me diverti muito mesmo, e eu só agradeço aos meus amigos por isso. Sinto cada dia mais que estou fazendo a coisa certa em deixar as mágoas para trás e me esforçar para so lembrar das coisas boas e sentir que estou recuperando minha paz é tão bom. Ver que estou voltando a fazer as pessoas sorrirem como eu costumava fazer antes já é um motivo maravilhoso para ficar feliz.
   Então, meu conselho é o seguinte: você é alegria, e você deve lembrar disso. Com certeza você é a pessoa mais importante do mundo pra alguém e um sorriso teu faz a felicidade dessa pessoa. Lembre-se de todos que um dia já te fizeram sorrir e o quanto você ja foi feliz e não permita que coisas pequenas levem essa felicidade embora. A tristeza, a mágoa, essas coisas ruins, não devem ter vez em nossas vidas. É bom chorar as vezes, mas sorrir é muito melhor e deve ser prioridade sempre. Fique perto daquilo que te faz bem seja ela uma pessoa, uma música, um filme, um jogo, teus ídolos. Se aquilo que te faz bem não pode estar contigo nesse momento, então deixe as suas melhores lembranças tomar conta de você. Agradeça por tudo aquilo que está te acontecendo, seja bom ou ruim, mas tenha a certeza de que tudo tem sua recompensa e que se você não está tendo tendo um momento bom agora, esteja certo de que ele estar por vir. Faça sempre o bem aos outros, mesmo que não mereçam, você talvez se sinta um idiota por estar fazendo aquilo, mas um dia você verá que valeu a pena. Tudo valeu a pena. E mais uma vez, lembre-se: você é alegria :)

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

From yesterday

    Não posso começar isso aqui dizendo que fracassei, porque o certo é que a pessoa por quem tanto lutei foi quem fracassou.
   Eu tentei por tanto tempo esquecer esse sentimento, tentei não me importar e ser feliz, mas eu não consegui nada disso. Quanto mais eu tentava esquecer esse sentimento, mais ele me perturbava e consequentemente eu não conseguia ignorar e então aquela sensação de uma tristeza permanente começou a tomar conta de mim. Até que, por um dia, eu me senti feliz, foi até estranho... minha amiga falou pra ele tudo sobre os meus sentimentos, ele deixou bem claro que não quer ter um relacionamento e etc, mas me tratou super bem, falou comigo e foi nesse momento que eu senti aquela pontinha de felicidade, mas foi aí também que as coisas começaram a desmoronar ainda mais do que pensava ser possível.
  Se eu for falar sobre isso vou estar mais uma vez lembrando de coisas que eu quero esquecer. Não está sendo nenhum pouco fácil conviver com isso todos os dias, mas sei que foi só mais uma fase da minha vida, uma fase muito ruim a propósito, mas que logo será esquecida e ignorada no passado, e eu vou voltar a sorrir e poder dizer com honestidade que estou bem, estou feliz.
   E digo mais, quando você quiser muito uma coisa, pense se aquilo irá te fazer bem, se realmente vale a pena lutar por isso, para que depois não se arrependa e fique lamentando o tempo perdido, porque uma coisa que aprendi é que nem sempre aquilo que mais queremos é o que é melhor pra gente.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Não tenha medo de fracassar

    Pra ser bem sincera, não sei como vou começar esse texto, não faço ideia mesmo. Não sei pra quem estou escrevendo, não sei sobre qual assunto falar, provavelmente isso vai levar para algum assunto já que continuo escrevendo, tentando colocar uma palavra junta de outra e fazer com que isso tenha sentido. Mas acontece que não é fácil, nada nessa vida é fácil, a não ser que você tenha um rosto muito lindo e seja rico, aí as coisas melhoram, eu acho. Mas mesmo assim, é tudo muito difícil e sem sentido. As coisas e as atitudes estão cada vez mais perdendo seu verdadeiro senso, e as pessoas parecem não estar se importante.
     Eu não. eu me importo muito com isso, porque o que eu mais queria ter, eu não tenho: atitude. Admiro quem tem e acho bonito isso. Pessoas com atitude tem mais chances na vida, consegue o que deseja e portanto é uma pessoa feliz. E eu estou cada dia mais perdendo a felicidade que eu costumava ter, e isso machuca tanto, e eu não consigo fazer o que é preciso para recuperá-la. Sei que preciso surpreender a minha própria pessoa tomando uma atitude de ir atrás da minha felicidade. Lembro como eu era feliz, eu sorria com facilidade e fazia as outras pessoas sorrirem, mas hoje em dia um sorriso meu está cada vez mais difícil. Sinto falta do que eu era antes de tanta coisa me acontecer, e apesar de estar tão triste ultimamente, ainda me considero uma pessoa forte, poque uma outra pessoa talvez ja tivesse feito tanta besteira se estivesse no meu lugar. Cada um sabe pelo que está passando, e eu sei o quanto isso tudo está complicado, está difícil.
    Eu posso não ter a atitude que tanto preciso, mas eu tenho fé, tenho muita fé mesmo, e acho que isso importa mais que a atitude. Se eu tivesse os dois juntos seria muito melhor, obviamente, e eu tenho fé de que um dia vou ter a atitude que preciso. Só que esse dia precisa chegar muito rápido, ou eu sei que essa pessoa forte que eu me considero ser pode acabar, e a tristeza tomar conta de mim.
     E isso eu não posso permitir que aconteça.


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Seja seu próprio herói

   Cada dia uma nova luta contra si mesmo. Alguns dias você consegue se superar, tem um dia bom e naquele ultimo minuto do dia, que você ta ali deitado na cama pensando nas coisas que te aconteceram, você se sente bem, se sente como quase um herói. Mas tem outros dias, e esses dias são mais frequentes, em que nada da certo, parece que está tudo contra você, tudo que você faz ta errada ou da errado e você fica se sentindo um completo lixo e na hora de dormir tudo o que você consegue pensar é em como derrotado você está, em como isso é ruim e consegue te deixar ainda mais péssimo. 
  Infelizmente é assim que eu venho me sentindo ultimamente, meus dias de heróis não existem mais, tudo é uma derrota. Eu luto, ou pelo menos tento, mas mesmo assim as coisas continuam do mesmo jeito, sem funcionar... Não consigo nem achar os argumentos adequados para isso que eu to tentando escrever ou descrever. A única coisa que eu quero de verdade é que as coisas comecem a dar certo, cansei de tanta derrota, preciso da sensação de deitar na cama orgulhosa do que fiz e do que sou, estou precisando me sentir como a minha própria heroína. 

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O poder do olhar

 Hoje (05/08/2011), eu fui num shopping aqui da minha cidade e lá tem um quiosque onde vender aqueles incensos, pedras metistas e etc. Daí, tinha uma caixinha cheia de anéis, e a vendedora disse que são aneis que indicam seu humor. Eu coloquei um, deu azul. Tirei e coloquei outro e repeti isso mais duas vezes e todas as vezes a pedrinha do anel mostrava azul. O azul quer dizer que você está com a autoestima boa, elevada.
 Antes de eu ir pro shopping, eu estava numa pracinha próxima da minha escola, esperando a hora certa pra ir embora e também esperando pra ver uma pessoa. Eu passei a manhã toda mal, triste, bem pra baixo mesmo, mas só ate esse momento. As pessoas começaram a chegar e o meu coração já batia diferente a espera dele, ele chegou e arrodiou, eu me virei e abaixei a cabeça, quando eu decidi olhar, ele tava passando na minha frente e tava olhando pra mim, nossos olhos se encontraram e então ele desviou, meio envergonhado. Fiquei nervosa, sem graça, mas o mais importante é que eu fiquei feliz. Fiquei feliz em um dia que nada tava dando certo, mais um dia que eu provavelmente iria chegar em casa e chorar, mas tudo mudou graças a um olhar. O olhar daquela pessoa que eu tanto amo.
 Quem está apaixonado (amor correspondido, ou não) sabe muito bem do que eu estou falando, do quão maravilhosa é aquela sensação de olhar pra pessoa que você ama e ela já estar olhando pra você, sabe o quanto é importante isso, sabe quanto essa minuscula atitude muda tanta coisa. Pra uma pessoa apaixonada, o olhar daquele alguém que você ama se torna a coisa mais importante do mundo, nem que seja por 3 segundos. E esses 3 segundos você nunca vai esquecer, e sempre vai da aquele sorriso bobo e inconsciente toda vez que lembrar.
 E apenas essa atitude fez minha autoestima mudar, fez a pedra ficar azul, né.

-------

Falei pra uma amiga sobre o ocorrido e ela disse que essas pedras mentem, todas elas ficam azul, não importa como você esteja e etc, ela sempre vai ficar azul. Mas mesmo assim, não mudou minha felicidade de ter olhado pra ele e ele ja esta me olhando. 

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Keep the Faith

   Parei de escrever por um tempo, na verdade, eu parei de vir aqui no blog por um tempo, mas desse tempo pra cá as coisas não tem melhorado em nada, pelo contrário, parece que piora a cada dia mais. Outro dia, aqui no blog, eu comentei o quão errado é fazer uma certa coisa, mas cheguei ao meu limite e fiz isso. Não me arrependo, mas também não tenho vontade de fazer d enovo, pelo menos não agora. Eu não sei exatamente o que comentar aqui, se sei que preciso, talvez ninguém leia, mas o que importa é escrever.
   Chegar em casa depois de uma manhã complicada na escola, é difícil. Ter que ver meu pai super preocupado, estressado e minha mão chorando... isso não é bom, isso machuca tanto, muito mais do que deveria, e o pior é que eu não posso fazer nada. E quando eu digo que não posso, é porque é super verdade. Não é uma coisa boa ser completamente inútil para aqueles que você tanto ama e que faria de tudo para ajudar, mas não adianta tentar porque não tem condições.
   Para complicar ainda mais as coisas, a pessoa que deveria estar aqui comigo agora, pra me abraçar, pra olhar no meu olho e dizer aquelas palavras de conforto, não está. Aconteceu uma coisa e ela teve que sair do colégio e da cidade. Tudo bem que a gente continua se falando, mas continua difícil. Dia desses eu conheci a Barbara Villapouca pelo twitter, e nossa, ela é uma pessoa super incrível, e em mais ou menos 4 dias de conversa, já contei coisas pra ela que nem minhas amigas "reais" sabem! Tipo, eu confio nela, ela é uma pessoa tão legal cara, simpática, gostei muito de conhecer essa garota linda e eu nunca vou me esquecer dela, porque eu sou bem assim, sabe? Quando eu gosto de uma pessoa, eu gosto mesmo e vou me lembrar dela sempre, mesmo que ela esqueça de mim. Mas pelo menos, nesse momento difícil eu tenho a Joyce Caroline pra me dar aqueles conselhos estúpidos que servem de tanta coisa e também a Babi mesmo né, que em tão pouco tempo já me ajudou tanto!
   Mas é como eu sempre digo keep the faith, porque isso tudo vai passar. 2011 ta conseguindo ser o pior ano que eu já tive, mas ele vai acabar e espero que os outros anos venham cheios de coisas boas e de felicidade, porque eu não aguento mais tanta lágrima e toda essa tristeza que me consome.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Feelings sucks

Sempre falam que a gente consegue escrever melhor, tem mais inspiração quando estamos tristes. Eu sempre concordei. Tudo bem que os textos sempre ficam com todo aquele toque depressivo, mas é o melhor jeito que 80% das pessoas acham para desabafar, e fica depressivo porque é colocado todos os sentimentos alí, de um jeito super verdadeiro e sincero. Mas nem sempre isso significa que você sofre de depressão, é só um momento da sua vida, mas comigo é diferente, esse “momento da minha vida” já ta durando tempo demais e tá ficando cada vez mais foda aguentar tudo assim. Não é fácil sorrir e dizer “ta tudo bem sim” para as pessoas quando você sabe que não está, que é mentira. Minha vida ta sendo uma grande mentira, só tenho 16 anos e já tenho problemas pra tudo quanto é lado. Certas pessoas acham que é só por causa de um amor não correspondido, mas não é! Até queria que fosse, mas não é, é coisa pior e ta foda. E piora tudo o fato de eu não poder ajudar em nada. Tá dificil, e muito. Eu sinceramente não sei mais o que é um sorriso de verdade, sincero, não sei mais o que é dizer que está bem e realmente estar, eu realmente queria a minha felicidade de volta, eu gostava muito mesmo de ser aquela pessoa idiota que sempre fazia as pessoas rirem, mas do jeito que tá, eu não consigo, não tenho condições para isso. A pior parte é que as pessoas não se importam, não fazem nada para ajudar. Minha vontade é de pegar uma mochila e sair por aí mundo afora, e só voltar quando tudo já tiver resolvido. Quando eu souber rir, sorrir, viver de verdade novamente.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Crescendo - Hush Hush

        A irresistível sequência da série Hush Hush chegou com tudo, Crescendo é o segundo livro e não decepcionou o primeiro, Sussurro.
  'A vida de Nora Grey ainda está longe de ser perfeita.Sofrer uma tentativa de assassinato não foi a melhor das experiências, mas, pelo menos, Nora ganhou um anjo da guarda: Patch, que de angelical não tem absolutamente nada. Ele é lindo, irresistível, misterioso e é seu namorado. O problema é que ele tem sido cada vez mais evasivo, e, o pior: parece muito interessado na grande inimiga de Nora, Marcie Millar. Não fosse isso, Nora jamais teria notado Scott Parnell, velho amigo da familia, que acaba de voltar para a cidade. Ainda que na maior parte do tempo ele a deixe furiosa, é impossivel não se sentir atraida. Lá no fundo, porém, ela tem certeza de que Scott guarda um segredo. Atormentada por constantes visões do pai, inexplicavelmente assassinado anos antes, Nora começa a se perguntar se há alguma conexão entre a morte dele e o fato de pertencerem a uma linhagem de nefilins. [pesquisar sobre e colocar o link]Nora quer descobrir o que realmente aconteceu, mas isso é muito arriscado. É melhor que algumas verdades fiqem mortas e enterradas, do contrário, podem destruir tudo aquilo em que você acredita.'
    A sequência de Sussurro conta com muitas cenas de ação, suspense e claro, bom romance. Tem também muitas surpresas das quais não se podia esperar de maneira alguma e que muitas vezes te surpreende e vai te deixar indgnado e com raiva, mas logo vai se redimir e ele termina de um jeito que te deixa louco para que o terceiro livro chegue logo (lançamento previsto para 18 de outubro). Porque afinal, sabemos mesmo quem são nossos amigos de verdade? Conhecemos mesmo aquela pessoa com quem convivemos a anos? De uma coisa é certa, quando você menos espera a vida pode surpreender você e isso pode vir exatamente da ultima pessoa que você esparava que podia fazer alguma coisa.

Autora: Becca Fitzpatrick
285 Páginas, romance/suspense
Tradução: Lívia de Almeida
Editora Intríseca

Forcei um sorriso. Aquele que eu tinha praticado durante toda a manhã. Ele parecia tenso nos cantos e frágil no meio. No vidro, meu reflexo se mostrava falso e vazio. Mas, para uma manhã posterior a uma noite inteira de choro, aquilo era o melhor que eu conseguia.” Pg. 162

terça-feira, 17 de maio de 2011

It's all about feelings.


   Minha amiga disse que os meus textos são depressivos, mas neles eu desabafo, falo o que eu realmente sinto, o que tá se passando comigo. Então essa sou eu? Uma pessoa depressiva? Talvez sim, talvez não. O problema é que eu não escrevo quando eu to feliz, as palavras não se encaixam do mesmo modo. Quando eu to feliz eu saio de casa com amigos, canto, danço, faço piada de tudo e aproveito o meu momento assim.
   Não é de proposito que os meus textos sejam muito depressivos, peço desculpa, é só que, como eu disse anteriormente, só costumo escrever quando estou nos meus momentos de tristezas e afins, aqueles que você senta na cama e fica observando o vento bater na árvore pela janela, pensando em tudo e em nada, quando não sabe se chora ou se apenas fecha os olhos tentando esquecer o mundo lá fora...
    Mas tudo bem, eu vou tentar não só escrever textos triates e sobre meus sentimentos, claro que não vou parar de vez porque eu preciso desabafar, todo mundo precisa, mas eu vou falar de assuntos diversos e opiniões seriam muito bem aceitas, sério. Obrigada meu povo.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Disenchanted

 Eu tenho raiva de certas coisas que me acontece. Certo, temos que aceitar tudo e ainda agradecer, mas eu ando bem irritada com isso. Primeiro, tem um garoto. Fato. Sei que vai ser muito estupido contar isso aqui – ou em qualquer lugar – mas eu já não aguento mais. Na verdade, toda essa situação é estupida.
 Desde o ano passado ele me olha de maneira diferente, tem carinho e muitas vezes minhas amigas o pegaram sorrindo enquanto ele me olhava, ou seja, querendo ou não, existe sentimento. Acontece que depois de um tempo você percebendo que tem alguém que te olha diferente das outras pessoas você começa a criar um certo afeto por ela e o pior é que eu gosto dele como pessoa. Ele é super educado, inteligente, bonito e me faz sorrir, só que todo mundo aqui, principalmente quem já leu meus textos antes, sabe que eu sou muito apaixonada por outra pessoa, amo mesmo, e daí vem o que eu disse que seria estupido da minha parte: ciúmes. Sim, eu estou com ciúmes dessa outra pessoa. Kill me.
 Tipo, ultimamente ele vem tendo uma atitudes que eu pensei que nunca aconteceriam vindo dele expecificamente, porque eu já tinha até conversado com uma amigas sobre ele e comentamos que ele é o tipo de menino que sabre respeitar uma mulher, que não sai por aí pegando todas que dá mole pra ele, principalmente com essa idade, e agora ele ta fazendo isso. Tem momentos que dá raiva porque ele fica se abraçando e com brincadeirinhas com certas garotas e de vez em quando olha pra mim pra ver minha reação. Eu não me importo – ou pelo menos não me importava – porque ele tem a vida dele pra viver e tal, mas eu estou ficando encomodada porque ele isso ta fazendo com que ele fique com uma aparência muito infantil pra mim, ele ta perdendo ponto comigo porque esse é o tipo de coisa que não se faz, ficar provocando ciúmes para ver minha reação. E o pior é que ele tá conseguindo, e o apse foi ontem. Mas é só com uma menina em especial. As outras eu não me importo mesmo. Mas com essa aí... nossa. Ela puxou elee ficou abraçando ele, ficou cheia de coisinha pro lado, muito ridiculo mesmo, e ele tava lá, não disse não, apenas continuou lá com ela e com um sorriso falso no rosto... mas foi o suficiente para me aborrecer bastante, e isso eu tenho certeza que ele percebeu, porque eu deixei bem claro. Agora, meninos que estão lendo isso, eu sei que esse meu comentário será bem machista, mas porque vocês sempre preferem uma 'garota de todos' – para não dizer outra coisa – a uma menina timida, porém simpática? Na moral, quando eu começar a ter amizade com ele, ele vai ouvir uma coisinhas que estão entaladas aqui, porque sinceramente, eu acho que esse tipo de atitude nunca deve ser tomada por ninguém! Muito menos por uma pessoa de 16 anos, já tem idade suficiente para saber que esses são atos de criança.
Então aqui vai meu conselho, meninos, nunca, por hipotese alguma, façam isso com ninguém só para ter a certeza de alguma coisa. Em vez de ciúmes, vocês irão provovar raiva na menina. Só isso :)

terça-feira, 26 de abril de 2011

Sing it

Música muda muita coisa na vida de uma pessoa. Por mais que você tente negar isso você sabe que é verdade. As letras das músicas falam da nossa vida de um jeito que nem nós mesmos poderiamos explicar para alguém, são palavrinhas que podem mudar muita coisa. Muitas vezes é a música que te dá aquele conselho que você tanto precisava, aquele conselho que ninguém conseguiu te dá.
“Algumas pessoas acreditam em Deus, eu acredito na música. Algumas pessoas oram, eu aumento o som.” É uma coisa bem assim mesmo. Não que seja assim comigo, porque eu acredito em Deus, eu tenho a minha fé n'Ele, mas eu também tenho a minha fé na música, porque a música foi a melhor coisa que já poderia ter acontecido na vida... a música é sempre a melhor coisa que pode acontecer na vida de uma pessoa, ela percebendo isso ou não.
 “Onde as palavras falham, a música fala.”
As pessoas criam rótulos e varios ritmos, cada um ouve o tipo de música que quer, o tipo de letra que quer, cada um entende o que quer. Uns escutam forró, outros funk, outros pop, outros eletronica, mas eu, pessoalmente prefiro o rock. Sempre o rock. As pessoas criam a imagem de que o rock não presta, que suas músicas não são legais ou que não falam de coisas boas e legais, mas eu não estou de acordo com isso, não estou agora e não estarei nunca. Rock é vida, 95% das letras das músicas de rock falam de coisas que já vivemos, que estamos vivendo agora, ou até que vamos viver, falam certas verdades que outros ritmos não consegueriam fazer ter o mesmo sentido.
Enfim, seja rock, pop rock, metal, mpb, blue, soul, qualquer tipo de música: música é música de qualquer jeito, seja o que for, cada música vai ter um significado diferente para cada pessoa, mudando sua vida – ou não – de maneiras muito fortes e que talvez a pessoa só perceba essa diferença com um tempo.
Mas acredite, a música pode sim mudar muito sua vida. Então abra seus ouvidos para ela.
Eu até nem tenho muito a dizer sobre isso, só achei que eu tinha a obrigação de falar sobre uma das minhas maiores paixões, se não, não seria a mesma coisa.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Expectativas e suas decepções

Criar expectativas é um saco. Quanto mais você cria expectativas, maior é a sua queda. Eu vivo criando várias histórias na minha mente que eu queria tanto que um dia acontecece, mas que eu sei que não vai, e isso é tão chato.
A gente manda mensagens para nossos idolos com a certeza de que ele vai nos responder e... ele não responde. Você chega em um canto certo de que aquela pessoa vai estar lá e ela não tá. E é sempre assim, quanto mais expectativas você cria, mais você se decepciona, e isso é tão ruim. As decepções das expectativas vão nos deixando cada vez mais sem esperanças de que um dia algo possa acontececer. Muitas vezes essas decepções são tão grandes que até sem vontade de sorrir a pessoa vai ficando, e no final você ainda tem a cara de pau de dizer “ah, eu já sabia.” Não, merda, você não sabia. Você acreditava, tinha total esperança e certeza de que isso ia acontecer e no final, vendo que tudo o que ocorreu foi nada, você só consegue dizer que já sabia o final daquilo.
Mas uma vez eu ouvi que uma das maiores bases da felicidade do ser humano é a ilusão. A pessoa se ilude facilmente com atos, palavras, com olhares... e na maioria das vezes é sempre a mesma coisa. Nada. Mas de uma coisa eu tenho – quase – certeza, é bem melhor criar ilusões do que expectativas, porque você acredita muito mais em ilusão e isso faz com que ela tenha mais chance de se tornar real.

terça-feira, 29 de março de 2011

one love, one life.

   Before everything, I want to say congrats to you, to us, to all who believe in McFLY, because today is the 5 Colours In Her Hairs 'birthday' and, oh my God, that's so cool! It make me more and more proud!
   Well, how can I start this? First of all, I want to thank you all for all the things you've done in my life, they were great and have changed so many thing in me, made me a ... better person. I'm not saying that I used to be a bad person, but just that you guys made me feel so much alive, so much satisfied. You know how to make me happy, and I bet this is not only with me. I guess is impossible to people listen to your song and don't feel anything, because you know what you're doing, and do this with so much love, that this love can be felt so easely, oh my God. I feel nervous right now, because everytime I think in write to you all, I think in the fact of you read this, so I start to don't know what words put, and, then, this start to look like bullshit. But I want you to know that this is important to me.
  I have a letter in my house, that I started to write in the middle of 2008 when I got the news that you guys were coming to my country, Brazil. Man, I felt so fucking happy, and I started to smile and cry so hard on the same time. But then, my parents came to me and said that I couldn't go. Dude, I have no words to express what was that to me. Was like the world has disappear, the floor goes away, my breath went away too, and, wow, I just wanted to die. I know that can look like drama queen thing, but that was real. I thought that I won't never ever can listen to your song anymore, but I was wrong because was you guys that changed everything. A little time later, Radio:Active came, and, holy shit, that album was so important to me. I still was sad about the show, and in the first time  I listened to Smile, I cried. Can you imagine? You guys screaming in my ear that I need smile, and this was making me cry, but that happened because I knew and know that it is the truth. We've got to remember to smile every single day, we just got one life, and that need to be lived. And now, because of you, I know the truly mean of friendship, of love, because is that what I really feel for all of you, love. The thing that can make us laugh at the same time we're crying. The thing that make distance seems like nothing. The thing that make we want to be with someone forever and ever, and nothing else matters.
 So, you are the perfect definition of this: Words fail, music speaks.
  Every single time I don't find the words to express my feelings, I just need to turn on the sound and listen, becuase you always know what to say. No more about the song, but about you, I am so proud for have you as my idols, - sorry, I know the text are so big, but... anyway. - you are the colors of my life, when I listen your voices, I feel so much better. When you smile, I smile. And is so good to in my room everyday jumping like a crazy one, when the sound is in the maximum and I can't hear my voice, so I start to jump, jump and sing out loud! But the bad thing is, I live in a building, so, people don't like my “singer moment”, I think you can imagine that, so, I don't give a fuck, I want do this, so I do. My mom and dad don't say nothing, and sometimes I catch my mom singing your song, that is so cute *-* hahahaha. Well, once I read a interview with Gerard Way, that him said: 'we need to do what is needed for we get what we want.' and that makes me think that I made all the possible thing that I can to be with you, and that happend in 2009, May 24. Recife, Brazil. Man, that was definitely the best day of my entire life. I jumped so hard, scream, cried, smiled, and, the most important, I was in the same place that you, I was close to you, I saw you in front of me. Danny, you throwed water on my face, exactly on my face, and well, I've got to thank you for this, because in that moment I was almost falling on the floor, that day was so hot, and theres was so many people, and, omg, thank you again, that was a nice thing. Hmmmm, Harry, when the show finished, you throwed your drumstick and this pass out on my hand, and, damn man, I didn't got this. I feel horrible, but thats ok. And when someone threw to Tom one black All Star? And then you started a conversation about cheese and ham and people just was scream, and then you all start to laugh, and Dougie made a sexy dance with his sexy butt, and that was nice, Doug :) oh, by the way, Danny, you still have the little monkey that somebody gave you? We remember your love story with it :)
  Well, I believe in me, and that make me belive that one day I'll gonna make some really good text to you, and not so much cliché. But, thank you for being the most important part of my life, so much has changed but you're still my proud and my everything. I'd like to thank God for you guys, for who you are, for the songs you do, for the things you do. You're fucking amazing, and keep going.
  And Dougie, my love, we were born to each other and get married, and have children! So when you come to Brazil, please, just hug me, thats enough for me, cuz the most I believe is that one day I will get the chance to look deep in your eyes and tell what I really feel for you, and that thing is love. Oh, fuck, damn it, all I need is the chance to say I love you looking at you, looking in your eyes, why the hell it need to be so fucking hard?
  My life is becoming more and more hard but at least I still got you all.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Simples problemão

Eu estou cheia de duvida sobre o que eu quero do futuro da minha vida. Cresci dizendo para minha familia que iria ser uma médica de sucesso, ia passar pra medicina no vestibular e cursar pediatria.
Mas o tempo passa, você cresce, as pessoas ao seu redor mdam e somem, você aprende muita coisa se decepcionando – ou não – e você abre a sua mente pra o mundo real, deixando para trás todas aquelas fantasias de infância – de que ser adolescente vai ser otimo, que você vai poder sair pra curtit, e que até mesmo o seu principe virá te buscar montado em um belo cavalo branco.
Quando você chega no Ensino Médio e ver que as coisas já não são mais 2 + 2 = 4, você começa a abrir o olho. Tudo o que os professores falam e'que estão te preparando para o vestibular, para o ENEM, para o seu futuro como adulto. E isso, o fato de estar cada vez mais perto, me deixa ainda mais confusa. Começo a achar que estou pirando, porque olha. Eu não me dou muito o direito de dizer “eu não preciso me preocupar, porque ainda tem muita coisa para acontecer.”, porque não tem. Não é bem assim, eu tenho que me decidir, e logo. Sei que não é a medicina que eu quero para minha vida, mas tenho medo de decepcionar meus pais. O meu pai sempre chega me chamando de doutora e isso chega a machucar...
Eu gosto de literatura, é algo que me atrai. Todas aquelas histórias de romantismo, arcadismo... enfim. Uns gostam de matemática, eu gosto de literatura. E u gosto de escrever, e muito, é a maneira que eu acho de expressar meus sentimentos, eu escrevo aqui pro blog, e escrevo histórias também, quase livros, mas estes eu tenho uma vergonhazinha de postar, ér.
Mas eu sei que pode ser só coisa do momento – que por acaso tá durando muito tempo – e que eu mude de ideia. Mas de uma coisa eu tenho certeza, quero escolher algo que me faça bem e que eu realmente goste de fazer.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Fun fun fun 2.0

Era uma quarta-feira, eu e mais duas amigas decidimos fazer um pequeno 'tour' – se é que posso dizer assim – por nossa cidade, pegando um ônibus perto da nossa casa, de lá iamos até a integração e pegariamos outro ônibus para ir pro colégio.
Enfim dentro do ônibus, já estavamos um tanto quanto fora de controle, rindo de tudo, fazendo piadinha e até falando com algumas pessoas na rua, - o que pode ser muito divertido mas ao mesmo tempo, bastante embaraçoso – até o momento em que chegamos a integração. Lá foi onde o ápice da história começou. Tinha muita gente lá e o nosso medo era que todos eles fossem no mesmo ônibus. 85% foi. Agindo rapidamente , fomos umas das primeiras a entrar e corremos para o fundo, e então o ônibus começou a lotar. Quando ele deu partida, comecei a dizer para minha amiga que ela não abortasse, mas que ela tinha estragado sua vida engravidando e tal. O homem ao nosso lado ficou nos olhando estranho, mas o detalhe é que a minha amiga nunca esteve grávida. Depois de algum tempo, sem combinar nada com as meninas, eu apontei pro céu e falei: “ Caramba, o que é aquilo?” Todas as pessoas que estava por perto olharam procurando por nada, inclusive as minhas amigas.
Mas no final, depois que passa a gente vê a merda que fez e dá muita risada, porque apesar de tudo, foi divertido.

terça-feira, 22 de março de 2011

Happier.

      Hoje eu to feliz.
Não sei se feliz é a palavra certa para definir o que eu to sentindo, é só que faz tantos dias que eu não me sinto como eu estou me sentindo hoje, que eu não rio como ri hoje. Ta diferente. Talvez seja porque olhares da pessoa que a gente gosta faça isso com a gente. Não estou muito inspirada hoje para escrever. Sério, nem na prova de literatura eu estava inspirada, e olhe que hoje aconteceram várias coisas que me deram motivos para ter varias inspirações, mas né. E quando eu digo para escrever, é não escrever em nada mesmo, nem no meu livro/web eu consigui escrever nada, e olha que eu já todas as ideais da cena formadas e tal, mas simplesmente não sai. Não sei se vocês já se sentiram assim, enfim.
  Aquele meu drama do texto abaixo (Gunslinger) foi deixado de lado por ora, pelo menos hoje, hoje eu estou bem, e não vou deixar com que nada faça com que eu me sinta mal. Vou ser block no twitter ajudando os Echelons com a tag de 5DaysToMarsinBrazil, vou conseguir mais de 2 ask nas minhas messages do tumblr, e vou começar a construir coragem para adicionar uma certa pessoa no orkut.
   Construir coragem... ficou estranho isso. Enfim, criar coragem :)
   Estou com 8 filmes para assistir, mas tenho prova na sexta, não que isso faça com que eu não assista o filme, porque pra mim tanto faz, sei que não vou conseguir estudar nem na quinta a tarde, então. Mas, de todo jeito, sinto preguiça de assistir esses filmes. Um eu vou deixar para assistir com minhas amigas, Pacto de Sangue, se alguém já assistiu, por favor me digam se é bom, porque não quero perder meu tempo.
  Enfim, agora, eu vou começar a pensar em um texto pra colocar aqui. Se bem que eu já tenho um pronto, que escrevi quando faltou energia na minha cidade, [belesa, arrazei] e, por isso, quando eu postar aqui, colocarei quando foi escrito e coisas do tipo, enfim.

sábado, 19 de março de 2011

Gunslinger


Acho que isso consegue ser diferente de tudo o que eu já podia ter sentindo. É forte... machuca. É uma dor que vai corroendo tudo por dentro. Meu coração já não é mais o mesmo, porque você está conseguindo quebra-lo aos poucos.
Flores... sempre tão lindas, cheirosas, cheias de vida, mas morrem...aos poucos. Principalmente quando não recebem seus cuidados especiais. Eu estou me sentindo como uma flor prestes a morrer. Triste, caida, sem carinho, sem amor, despedaçada, caindo aos poucos sempre mais e mais.
E você é como uma rosa. Lindo e cheio de espinhos, que machuca àqueles que mais o adoram.
Existe um vazio profundo dentro de mim, um abismo. Acho que estou ficando louca. Quando você está por perto de mim, eu fico feliz por ora, fico bem, mas daí você se distanceia, vai para o seu mundo, e então eu me dou conta de que estou tremendo e de que não estou com você. Você está num mundo em que podem te abraçar, rir com você... ouvir tua voz. E eu apenas fico com o vento, que me traz lembranças do teu jeito, do teu olhar...
O amor... você não consegue viver com ele. E nem sem ele. Porque isso está acontecendo comigo? Porque simplesmente não me aceita? Ah, mas se eu tivese a chance de fazer só um pedido, eu pedia para ser tudo mais fácil, para que pudessemos ficar juntos logo de uma vez.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Going under

A vida nem sempre é justa para àqueles que merecem. A gente sofre e vai aprendendo como as coisas realmente são. Todo mundo tem seus motivos para tristezas e decepções, o meu, no caso, é o problema de sempre se envolver demais com bandas. Eu escuto uma música, escuto outra, e daí, com um tempo, não sei mais como é minha vida sem aquelas músicas, sem aquela banda, sem aquelas pessoas. Elas se tornam a coisa mais importante na minha vida, e então surge a enorme necessidade de vê-los, ir a um show, conhecer, estar perto, respirar o mesmo ar. Você fica com aquilo na cabeça o tempo todo, pensando em como seria se eles viessem para seu país, em como você ficaria feliz se isso acontecesse, no seu estado de espirito em estar pulando ouvindo aquela musica, mas naquele momento você estaria no show de verdade, com seus idolos pulando, cantando e gritando junto com você e com mais milhões de pessoas, todas elas com uma aurea perfeita de prazer e felicidade incontestaveis. Seria perfeito, é perfeito. É muito diferente de estar sozinho no quarto com o fone de ouvido no volume máximo, pulando e gritando feito um idiota. [ eu faço isso naturalmente, é uma rotina, ér.] 
Mas como já disse antes, quando você quer muito uma coisa, pensa demais naquilo, você atrai, e quando você não está sozinho nisso, ou seja, quando tem muito mais pessoas pensando e desejando aquilo também, então a velocidade do acontecimento é muito maior. Isso quer dizer que, sua banda favorita vem para o seu país. No momento isso está acontecendo comigo. E a banda no caso é o 30 Seconds to Mars. Em 22 dias eles estão aqui. Ou até mesmo, menos que isso. 18 dias mais ou menos. Dia 27 de Março, show em São Paulo, e dia 29 no Rio. E só. Já percebeu qual é o problema? Já entendeu porque o da minha tristeza/decepção? Então eu explico. APENAS Rio de Janeiro e São Paulo. Só essas duas cidades. E o resto do país? Bom, não sei. A não ser que você tenha os melhores pais do mundo, eles deixem você ir pra todo show que você quiser, e muito dinheiro no bolso, pra você tudo bem, localidade nunca vai ser um problema. Mas pra mim, tudo é problema.
Quando saiu a noticia das cotas para o show, de que eles só viriam se uma certa quantia de cotas fosse vendida, eu entrei em desespero, porque já estava bem claro que só teria data para Sampa e Rio, sem chances para outras cidades. Mas mesmo assim, não desisti do meu sonho. Quando encontrei minha mãe, fui logo falar pra ela o que tava acontecendo, e sabe o que ela fez? Olhou no fundo dos meus olhos e deu a risada mais sarcastica que eu já tinha visto/ouvido em toda minha vida e falou com toda frieza “Ah, tadinha. Tenho pena dos sonhos que você tem.” Se virou e saiu. Aquilo foi a coisa mais triste pra mim. Eu nunca esperei uma atitude dessas da minha mãe. Se ela quisesse rir de mim, ela que risse depois, não na minha frente. [e lembrar disso esta me fazendo chorar]. Isso me machucou muito, mas eu ainda tinha meu pai como esperança, e uma tia que mora no Rio como desculpa. O ato do meu pai foi bem melhor, meu pai me entende, sabe que eu tenho sentimentos, diferente da minha mãe; Quando cheguei pra ele e falei, ele me abraçou e disse “sei que você que ir, sei que é um sonho teu, mas o meu sonho é ver você formada, casada com um homem bom, com filhos lindos, e bem sucedida no trabalho. Pra isso, eu não posso permitir que o meu anjinho vá para o Rio sozinha com sua mãe, sem nenhuma das duas terem nunca ido pra um lugar assim. Desculpa, meu amor, mas eu estou fazendo isso pro seu bem, e porque eu me importo com o seu bem estar.” Eu já estava chorando quando ele terminou de falar. Suas palavras foram ao mesmo tempo reconfortantes e torturantes, ele falou o que tinha de falar e eu entendi muito bem o lado do meu pai. Claro. E respeitei. Não falei mais sobre isso, e choro todo dia escondida de tudo e todos. Sorrio na escola, na frente de amigos e familia, mas eu choro por dentro poque tenho um coração quebrado e um sonho destruido. Mas mesmo destruido, eu não quero que meu sonho morra nunca. Eu sei, e acredito muito nisso, que eu vou ter minha oportunidade de conhecer o Thirty, de abraçar o Jared, de dançar com o Tomo, e de contar piada pro Shannon. Tá, eu sei que quero demais. Ir a um show e vê-los de perto já é o suficiente. Mas já que não podemos nos satisfazer de verdade com o que queremos, não somos proibidos de sonhar. Mesmo que esse sonho te machuque e te faça chorar. Mas me intriga ter que chegar no colégio rindo e fazendo besteira com as pessoas, todas pensando que eu não tenho problemas, e quando chego em casa, me trancar no meu quarto, ouvir músicas, e deixar lágrimas escorrerem pelo meu rosto, e depois viver tudo de novo. Dia desses até pensei que tinha superado, mas está cada vez mais perto do dia do show. Está cada vez mais dificil, me dói mais. E acho que pior do que está na sala assistindo tv, ou no meu quarto tentando pular ouvindo outras bandas, vai ser quando eu entrar na internet, e ver, no twitter, no tumblr, no orkut, ou em qualquer canto, as pessoas dizendo que foi a melhor noite de suas vidas, que eles são lindos e maravilhosos, que foi muito foda, com fotos maravilhosas... Mas eu já superei tanta coisa na minha vida, vou superar isso também, afinal de contas, Ele nunca coloca nada na nossa vida que a gente não suporte. E se isso ta acontecendo comigo agora, é porque vem coisa muito melhor, coisa muito boa pra mim, que vai trasformar em muitos sorrisos todas essa lágrima que eu derramei. Tenho Fé de que vai da tudo certo, e eu vou ficar bem. Apesar da tristeza de não estar lá, conhecer minhas amigas e amigos, perto do Jay, do Shann, e do querido Crazy Mofo, de saber que vai ser péssimo ver as fotos e comentários do pós show, eu desejo de coração, de verdade, que todos os Echelons que vão para esse show, aproveitem bastante, que soltem todas as energias reprimidas, que gritem bem muito, cantem, chorem, riam, e façam com que seu sonho seja realizado do melhor jeito possivel, porque já foi muito dificil fazer com que eles viessem, então, já que vão estar aqui, tem que fazer valer a pena.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Too Much

  No inicio eu não pensei que fosse assim, mas acabei abandonando o meu blog por uma coisa chamada tumblr. Acho que o blog é bom pra eu colocar meus textos, alguns pensamentos, e já no tumblr, eu vejo postagens de outras pessoas, pequenas frases que definem bem o que eu estou sentindo, fotos, gifs que me fazem rir, e sem contar que lá, eu já tive mais visualização do que aqui. Fico feliz com isso. Mas já que eu estou aqui, vou desabafar um pouco sobre o que anda me acontecendo.
  É diferente de tudo o que eu já senti antes, quando ele está no meu campo de visão, eu fico bem, ele me transmite uma paz incrível. Mesmo sem falar com ele, abraça-lo, só em o ver, eu fico tranqüila, mas então ele some de vista e é como se o mundo desabasse ao meu redor. Fico triste, querendo poder ter a chance de o ver o tempo todo, mesmo sabendo que no momento isso não é possível.
  Minha amiga chama isso de amor. Ela diz que eu estou completamente apaixonada. Devo acreditar nela? Bem, sim, porque eu sei que é isso mesmo o que está acontecendo comigo. Eu passo o dia todo pensando nele, em como seria maravilhoso se ficássemos juntos... mas isso dói. Dói muito. As vezes acho que ele também gosta de mim, pelo jeito que ele me olha... estou vivendo em um oceano de confusão e isso não é agradável. Ultimamente tenho lido mais livros que o normal. Em pouco mais de duas semanas já estou terminando toda a série de Percy Jackson só pra ocupar minha mente e evitar ilusões em meus pensamentos.
  Espero que essa dor do amor passe, e eu volte a viver como antes, só que com ele ao meu lado. Juntos. Felizes. E só.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Crawling

Sabe aquela sensação de que o mundo se virou contra você no momento em que você mais está precisando de pessoas verdadeiras? De um abraço? Poisé. Pior do que chorar, é quando você tem que controlar aquela vontade de gritar e chorar todo jogado no chão porque tem gente perto de você, e aí você só pode aguentar as lágrimas descendo frustradas pelo seu rosto. Eu estou tendo um péssimo dia, e acho que escreve pode ser o que vai me acalmar um pouco. Estou com saudades de uma certa pessoa, e não posso ir pro colégio. O show do Thirty foi confirmado, e eu sei que não vou poder ir. Preciso de amigos de verdades, mas quando a gente precisa deles, os que passaram anos dizendo que era teu amigo, simplesmente some. Porque? Pra não ouvir a mesma história? Quando você precisou, eu estava alí, sempre estive. Mas também agora percebo que todo esse tempo que fui amiga, fui otária. Isso não me deixa satisfeita. Eu poderia ta na cama assistindo um filme de terror, ou simplesmente dormindo. Mas eu não quero dormir, pois se eu dormir, irei sonhar, se eu sonhar vou acordar mais deprimida, e isso não é uma coisa que eu goste de ta passando. Sinto que as pessoas que eu mais amei na vida, estão se distanciando, mas também, aquelas que me apoiam e me ajudam estão há muitos quilômetros de distância. Porque coisas do tipo tem que acontecer? Tudo poderia ser tão melhor e mais fácil, claro que poderia. Tudo bem que coisas assim acontecem para que quando consigamos, a gente dê mais valor, mas mesmo assim, não precisamos passar por tanto sofrimento. Espero que melhore, e acho que só preciso de uma barra de chocolate agora.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Makes me wonder.

   Eu não sei porque te amo. Você nunca me fez nada para me da motivos de te amar. Talvez eu esteja errada sobre meus sentimentos e não tenha percebido ainda, mas toda vez que eu te vejo, principalmente agora depois de 40 dias, eu sinto que uma parte de mim está se completando e quando te perco de vista, todo aquele vazio volta. Pode ser até tolice minha duvidar dos meus próprios sentimentos, porque o que acontece comigo quando te vejo é o que costumam chamar de aquela ótima sensação do amor.
   Mesmo sofrendo com tudo isso, mesmo querendo não gostar tanto de você, é fato que tudo isso me completa. Quando você me olha, a felicidade eterna me atinge, e depois tudo volta ao normal. Um normal que me impede de te abraçar, de sentir o teu cheiro, os teus beijos. Um normal que traz o vazio que eu sei que só você pode preencher. Cara, eu te amo. E você me ilude com olhares e reações, apenas alimentando essa paixão. Eu não quero, de forma alguma, que você pare com isso, porque significa muito pra mim, muito mesmo, mas também não quero viver uma ilusão, não mais. Quero que você faça parte da minha realidade.
   Eu sei que você sabe que eu gosto de ti, você não nega isso, e eu sempre deixei bem claro, te demonstrei e você percebeu. Mas minha timidez só me afasta de ti cada vez mais e isso não me agrada. Toda aquela dor que eu sinto some quando eu olho no teu lindo rosto. Sei que o espaço entre os meus dedos é onde os seus se encaxariam perfeitamente. Peço a Deus que me dê forças e coragem para lutar por ti, porque eu sei que você vale a pena.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Fim das férias.

     O dia que eu mais temia está chegando. Na verdade, já chegou. Afinal, já são 00h54 minutos do dia 30/01, ultimo dia de férias. Aff. Acontece que, pra mim, a única vantagem do primeiro dia de aula é reecontrar com os amigos, e bom, hm, tem os novatos gatinhos também né. Não posso dizer que aproveitei bem minhas férias, porque computador define. Mas pensando bem, até que aproveitei. Não conheci muita gente nova, não ao vivo, mas aproveitei ao máximo meu tempo livre, ou pelo menos tentei. Agora estou no meio de uma viajem, que só veio acontecer dois dias antes de começarem as aulas, e isso me deixa irritada. Mas enfim. Estou revoltada com o fato de ter esqeucido o cabo USB do meu celular, e só ter poucas músicas nesse pc, e simplesmente só tem 4 músicas que eu gosto, estou decepcionada.
   Na vinda pra cá, pegamos uma chuva forte exatamente enquanto passavamos por um trecho em obras da rodovia, foi tenso, mas logo em seguida demos de cara com um arco-íris. Emocionante, n. Quando chegamos aqui, fomos eu, minha mãe e a mulher da casa, q, fazer umas compras de comida e quando cheguei lá dei de cara com o amor da minha vida, ok, eu sei que é exagero, porque nunca mais vou ver aquele menino na minha vida, ér, mas mesmo assim, ele é muito lindo *-* Anyway. Quando voltamos pra casa, ela me ofereceu o computador, e aposto que ela está se arrependendo disso, pois já faz mais de 4 horas que estou gastando sua energia, :) Mas o marido dela não liga e carregou meu pai pra uma festa de rua.  Acho que não estou muito inspirada pra escrever sobre meu fim de férias aqui, e whatever it takes do lifehouse já ta acabando, o que vai ser triste, e não quero enjoar dessa música hoje. Espero que segunda me encha de surpresas boas, e que eu me divirta bastante, afinal vou rever meus amigos lindos, e meu amor *-* To com tantas saudades de ver aquele rosto, e aquele andar, nossa. Mas tenho que me controlar, enfim.
    Boa Noite.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Cutting.

    Por prazer. Por raiva. Por tantos outros motivos pessoas boas ficam se cortando e muitas vezes chegam a perder suas vidas. Chamam isso de auto-mutilaçao. Muitas vezes isso acontece à pessoas que estão passando por algum problema e acham que fazendo isso esse probelma será resolvido, ou pelo menos a dor do corte vai amenizar a dor que o tal problema está causando, mas pior, o corte vai deixar marcas que você vai ter que lembrar para sempre, e esse outro problema vai ser resolvido um dia, de uma forma ou de outra,e aí ja era. A maioria das pessoas que se automutilam estão bastante conscientes de suas feridas e cicatrizes, e tomam atitudes extremas para esconde-las dos outros. Eles podem oferecer explicações alternativas para suas feridas, ou tampar suas cicatrizes com roupas. Automutilação, nesses indivíduos, não está associada ao suicídio ou para-suicídio. A pessoa que se automutila não está, usualmente, querendo interromper sua própria vida, mas sim usando esse comportamento como um modo de cooperação para aliviar dor emocional e desconforto.A automutilação é usualmente associada ao Transtorno de Personalidade Borderline, porém, grande parte dos automutiladores não sofrem desse transtorno de personalidade. A doença tem acometido cada vez mais pessoas e, nos dias atuais, tem sido observada sua crescente associação a problemas como Depressão, Transtorno Bipolar, Síndrome do pânico, Bulimia, Anorexia, Bulling, dentre outros. Ainda não há medicação específica indicada para que o paciente pare de se mutilar, entretanto, a medicação pode ser indicada para alívio dos sintomas depressivos e ansiosos que podem colaborar para com o comportamento. Há também medicações que são usadas para diminuir a impulsividade e que ajudam o paciente a resistir a vontade de se machucar, caso esta apareça. Porem, é importante que essa iniciativa parta do próprio paciente, não sendo indicado força-lo a situção, o que poderia agravar o seu quadro. O melhor, é que a familia e os amigos o incentivem a procurar voluntariamente a ajuda médica, e facilitem o acesso. O automutilador necessita, sobre tudo, do apoio da familia e dos amigos, ele precisa sentir-se amado. 
 Com toda certeza o amor ajuda a uma pessoa a não cometer tolices e imbecilidades
Está tudo muito melhor e mais explicado aqui, 5 coisas que você deve saber sobre Automutilação.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A moda e a ditadura

   Anorexia não é sobre vaidade. Anorexia não é sobre escolha, é um problema mental, uma doença, e lentamente uma assassina.
   São conhecidos dois tipo de anorexia, a Anorexia Nervosa (um distúrbio alimentar) e a Anorexia Alcoólica (um transtorno de alcoolismo), e ambas devastadoras. Mas no meio disso tudo existe um nome: Moda. Por isso o nome do post A moda e a ditadura. As pessoas criam uma imagem de que a mulher perfeita tem que ser sempre magra, principalmente as modelos, então elas passam a só se importar com isso. Não estou dizendo que são todas, mas sim, uma grande maioria. Começam a comer bem menos, e quando 'passam dos limites' procuram colocar tudo para fora, forçando o vomito, o que causa a bulemia. As conseqüências são horríveis e muitas vezes levam a morte de pessoas que tinham uma vida toda pela frente. Mas essa terrível doença não afeta só as mulheres, os homens também são um grande alvo, claro, que em um numero menor, mas os casos são incríveis.
  Todos nós devemos ter consciência sobre os maus que essa doença causa, por isso, eu coloco aqui um link que explica bem direitinho sobre a anorexia, e também devemos saber que nem sempre as mais magras são as mais perfeitas. O conteúdo de uma pessoa importa muito também. E as pessoas vão achar muito melhor um desfile com modelos 'bonitas' e que não estão a beira da morte, e por favor, não me compreenda mal. Você que conhece alguém que sofre dessa doença, deve procurar ajudar essa pessoa, ela vai precisar da sua amizade, do sue amor mais que tudo, ainda hoje o tratamento para a anorexia é muito complicada, mas muitos já conhecemos pessoas que passaram por isso e superaram, como a cantora/atríz Anahí Portilla, ex integrante do grupo RBD. Então faça sua parte.

video
O meu amigo Yago Crispim me ajudou com esse post encontrando o video.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

little liars

As 3 maiores mentiras da internet.
 1 - Li e concordo com os termos de uso.
 2 - Sou maior de 18 anos.
 3 - Status no MSN : Ocupado.

Fonte: TheGreatEscape

sábado, 15 de janeiro de 2011

A million little pieces.

    Provavelmente já aconteceu com você. Você espera tempos e tempos para que a banda que você ama muito venha para o seu país. E daí sai a noticia de que ela vem, mas pra piorar as coisas, você não vai poder ir. Já é a segunda vez que isso me acontece, primeiro foi com o McFLY em 2008, e agora com o 30 Seconds To Mars. A MTV está preparando para trazer a banda e foi montado um sistema de cotas, a unidade por R$ 200,00 (mais taxa) e aí, se conseguirem vender uma certa quantia, conseguem o show para São Paulo e Rio de Janeiro, e a cota é transformada em ingresso na pista Premium, onde ele se joga no povo. Meu Deus, eu estou sofrendo, tipo, muito.
   Meu pais nunca me deixariam ir para um show em Sampa ou no Rio, e eu não sei porque isso. Nem que eu conseguisse o dinheiro para adquirir a cota, não ia dar certo por causa da localização. É muito triste isso, se eles viessem para o Nordeste ia ser tão mais fácil! Eu finalmente ia poder ver o meu grande amor, Jared, ia poder cantar e gritar bem alto junto com os outros Echelon. Ia ser maravilhoso.
   Não quero desistir assim tão rápido, afinal, eu não sou assim. Eu luto pelos meus sonhos, porque se nós podemos sonhar, é porque é possível, e eu vou conseguir. O próprio Jared faz questão de nos lembrar que tudo o que precisamos fazer é acreditar. E eu acredito. Acredito que vai da tudo certo e com fé em Deus, eu vou conseguir comprar essa cota e ir para o show, ficar alí na grade bem de frente ao palco, esperando a hora em que o Jay vai pular em cima do povo.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Haiti Lives

     Após um ano, esse país continua devastado. É triste, mas não é todo mundo que tem consciência disso, pois acha que está totalmente a salvo, já que nada te aconteceu, ou está em um lugar sem riscos. Mas não é bem assim, a gente nunca sabe o que vai nos acontecer no próximo segundo. Então, o homem de muitas virgulas, Jared Leto, passou um tempo no Haiti enquanto tirou uma curta folga da sua turnê com a banda 30 Seconds To Mars e viu o que está acontecendo por lá. Aqui ele conta tudo o que viu e o que está acontecendo por lá hoje. Não tenho muitas informações sobre isso, mas ele fez um livro com as fotos que tirou lá, e é certo de que quem adquirir esse livro, ajuda muito as pessoas do Haiti.
    Então, faça sua parte. Por um mundo melhor, a gente nunca sabe quando nós mesmos vamos precisar de ajuda. #HAITILIVES

                                              Foto retirada do site do Jared.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Fernanda Fletcher

    Não sei seu sobre-nome. Nunca soube, mas também não é por falta de esforço. Hm. Enfim, ah, garota, hoje você tá fazendo aniversário, getting older, e eu continuo aqui longe de ti, sem poder te dá aquele abraço que a gente tanto sonha. Mas na verdade, acho que esse pequeno detalhe a gente pode esperar mais um pouco, já esperamos tanto tempo, né? O negócio é que hoje eu decide escrever pra você, e vou aproveitar que estou um tantinho inspirada para isso.
    Era, tipo, o que? Segunda/terceira semana de Outubro, 2008. Ainda lembro sua foto, era com alguma coisa laranja, Q, e tinha escrito lá ao lado dela "EU TOQUEI NO DANNY, CONSEGUI, PEGUEI NA MÃO DELE" ! Eu fiquei meio que caramba doido, a menina pegou na mão do Jones! kkkkkkk, aí, eu não te adicionei! Apenas mandei um recado, e por uma glória, você tava on, e me respondeu com toda simpátia do mundo. Ficamos assim, trocando recado e a amizade crescendo cada vez mais e tudo isso a gente nem tinha adicionado uma a outra ainda, coisa de gente idiota, fato. QQ
   E a cada dia que passa eu descubro ainda mais coisas em comum entre a gente *-* Tipo, nosso amor fora do normal pelo Jared Lindo Joseph Leto, nossos problemas familiares, e nossa felicidade com o Tim Infinity, kkkkk, e só em pensar que tudo isso começou graças ao McFLY. Se eu tivesse a chance de falar com eles, a primeira coisa que eu diria seria thank you e depois falava o que desse, ér. Mas o assunto aqui é você.
   Obrigada a você também, claro, por ser essa garota maravilhosa que você é, sempre me ajudando quando eu preciso, sempre sendo você mesma, mesmo com a distância nós temos essa amizade que se fortalece sempre mais, mesmo fazendo dias que eu não consigo te encontrar on, sabia que eu sinto sua falta? Pois é. Quero te desejar parabéns, que essa data se repita por MUITOS outros anos, que você só morra velhinha e cantando músicas boas, (oi?), que sua vida seja cheia de todas as melhores realizações, que Deus te abençoe  e te cubra de luz, paz, saúde principalmente e paciência para me aguentar, porque eu realmente espero que nossa amizade não morra nunca. E pode me esperar que está cada vez mais perto da gente se encontar!
  Fer, eu te amo, e desculpa pela coisa monótona, a inspiração veio e foi embora, haha!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

fun, fun, fun.

      Eu me considero uma pessoa que tem o humor bem apurado. Sério. Sei rir na hora certa, e até na hora errada, o que muitas vezes não me ajuda muito. Sem fazer piada de coisas não muito boas e afins, enfim, eu me orgulho disso. Ultimamente tenho ficado sem inspiração para escrever aqui, acho que as férias acabam com todas as minhas células que gostam de me dizer o que escrever. Ok, viajei agora. Mas ontem, uma amiga minha postou uma foto no twitter dela, e essa foto me fez rir. As pessoas me surpreendem cada dia mais e mais, sério, muitas pessoas inventam coisas que deixam qualquer um de boca aberta, vou aproveitar que estou de férias para procurar algumas imagens e videos interessantes e engraçados para postar aqui. Mas enquanto isso não acontece, fiquem com essa imagem inteligente. HAHA.


E aí, descobriu qual é o filme? :)

Imagem, créditos a Joyce Caroline.